"Na vida cristã, se você quiser permanecer em pé, você precisa viver de joelhos"
Saule Luiz Pinheiro Goedert

Introdução às cinco linguagens do amor

As cinco linguagens do amor - Parte II

As cinco linguagens do amor - Parte III

As cinco linguagens do amor - Parte IV e V

Deus sempre está interessado na restauração do seu povo

Despedida do João Costa

Participação no Louvor no Congresso de Adolescentes na Congregação Vale da Bênção em Jonville - SC

Textos por Pb. Saule Luiz Pinheiro Goedert

31 de jul de 2011

PASTOR SÉRGIO PEREIRA - EIS-ME AQUI, EU VOU

Neste sábado, dia 30 de julho de 2011, tivemos a abertura do Congresso de Jovens do Distrito XXIII, no João Costa. Para transmitir a mensagem foi convidado o nosso amigo e Pastor, Sérgio Pereira que foi grandemente usado por Deus na ocasião, ministrando acerca do texto escolhido pelos jovens que se encontra no livro do profeta Isaías 6. 8, que diz: "8 Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim." Com base neste versículo, foi lançado o tema do congresso "Eis-me aqui, eu vou!"

Em seguida, apresentamos um breve resumo da ministração do Pastor Sérgio Pereira.

"Há uma palavra de Deus para o nosso coração esta noite. Este tema é um tema bastante falado em congressos relacionados a obra missionária. Há 10 anos pregamos a palavra de Deus e em algumas vezes fomos convidados para falar sobre esta temática. Olho para o mundo moderno e vejo o desespero dos povos em remediar as situações que estão atravessando. Quando digo isso, não me refiro apenas as questões morais veiculadas na televisão. Hoje em dia está difícil de passear com a família em qualquer shopping da nossa cidade. Será que a palavra de Deus tem algo a nos dizer a respeito disso ou será que a Bíblia se cala a esse respeito?

No livro do profeta Isaías, temos algumas observações ao iniciar-se o texto deferido citando-se a data: 'No ano em que morreu o rei Uzias...' Isso está relatado para definir a época em que eles viviam. Depois de 52 anos abençoados de reinado, morre o rei Uzias e sobe ao trono o novo rei, seu filho, chamado Jotão que tem um reinado corrompido.

Quando você olha para o poder maculado, para a corrupção que havia naquela época, você vê Isaías profetizando contra estas coisas no capítulo 10 do seu livro. Os profetas eram profetas de conveniência, profetizavam mentiras ao povo. No capítulo 1. 12-15, lemos: ' 12 Quando vindes para comparecer perante mim, quem requereu isto de vossas mãos, que viésseis a pisar os meus átrios? 13 Não continueis a trazer ofertas vãs; o incenso é para mim abominação, e as luas novas, e os sábados, e a convocação das assembléias; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo a reunião solene. 14 As vossas luas novas, e as vossas solenidades, a minha alma as odeia; já me são pesadas; já estou cansado de as sofrer. 15 Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.' O povo louva com os lábios, mas o coração está longe do Senhor. Então a religião enfrenta um período de dificuldades. Sacerdotes e profetas corrompidos. Os valores acabaram ficando invertidos, estão chamando mal de bem e bem de mal; amargo, doce e doce, amargo mas no meio desta crise Isaías vai ao templo.

O que fazer quando a crise chega? Se ela chegar para valer, ao invés do desespero, procure a casa de Deus. Isaías não mergulha sua alma no terror ou no desespero, mas busca a Deus no templo. A crise só aumenta quando nós não procuramos a casa de Deus abandonando a Igreja. Isaías vai ao templo buscar socorro de Deus. Ana vai ao templo e encontra uma palavra libertadora. Como não lembrar de Asáfe que concluiu após ir ao templo que a crise só durou até que ele entrou no santuário de Deus. Foi no templo que Zacarias recebeu a promessa do Senhor no evangelho de Lucas. É no templo que Deus tem respostas, tem encontro conosco. Em vez de desespero na crise, procure a casa do Senhor. Salmos 84. 1-4, lemos: ' 1 Quão amáveis são os teus tabernáculos, SENHOR dos Exércitos! 2 A minha alma está desejosa, e desfalece pelos átrios do SENHOR; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo. 3 Até o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si, onde ponha seus filhos, até mesmo nos teus altares, SENHOR dos Exércitos, Rei meu e Deus meu. 4 Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvar-te-ão continuamente.' E especialmente no verso 10, encontramos: ' 10 Porque vale mais um dia nos teus átrios do que mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas dos ímpios.' Agora, é claro que, existem muitos lugares que são chamados casa de Deus mas precisavam mudar de título. Saiba em que tipo de templo você está entrando.

A Igreja tem a resposta que o mundo precisa, mas aqueles que tem a resposta, não podem olhar para as circunstâncias. Em meio a crise Isaías viu aquele que estava assentado sobre o trono, na sala de comando do universo. O Senhor reina, independentemente das crises e problemas morais e pecados que envolvem o mundo e a nossa Igreja. As crises não atingem o trono de Deus, tampouco o pegam de surpresa ou o abatem. Salmos 46. 1, diz: ' 1 Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.' Ele é Deus, está no meio dela, continua poderoso. Devemos olhar para aquele que está no trono. Olhe para o céu, para a santidade de Deus. Quando olhamos para ela percebemos que o nosso maior problema não são toda sorte de crises que existem no mundo ou contra a Igreja do Senhor, mas sim o pecado que há em nós. Quando Isaías teve esta visão, parou de dizer ai deste, ai daquele e começou a dizer, ai de mim que vou perecendo. A melhor coisa na vida, é se despertar para ter comunhão com Deus. Lembremo-nos de que o maior problema que há, são os nossos próprios pecados. Seja alguém que tenha coragem para dizer não ao sexo antes do casamento e de ir na contra-mão do regimento mundano!

Na Pesca Maravilhosa, Pedro apavorou-se, pois quando os peixes vieram ele viu algo que os outros não viram. Percebeu que a sua maior necessidade não era a falta de peixes, quando viu Jesus, disse que Ele devia sair da perto dele, pois não era digno de estar em Sua presença. Precisamos reconhecer que somos pecadores!

Eu vou, eis-me aqui, mas preciso ter mais comunhão e experiência contigo.
Além de ver o trono e a santidade de Deus, Isaías também viu o caráter de Deus. Conforme a referência e descrição dos anjos, que tinham duas asas cobrindo os pés, duas que cobriam o rosto e com duas asas eles voavam, concluímos que 75% de nossa potencialidade deve ser utilizada para reverência e adoração a Deus.
Na crise, Deus vai te levar a ter uma visão clara da vocação Dele sobre a sua vida. É sempre no meio de uma crise que Deus evidencia o chamado de alguém. Para enfrentar a crise externa, Deus primeiro cuida da restauração interna. Deus quer restaurar você e coloca-lo em pé novamente. O desafio Dele para sua vida é o de que você enfrente o processo de restauração sobre a sua vida. 'Mas Pastor, eu já pequei muitas vezes!' Não importa quantas vezes você pecou, pois a graça superabundante de Deus estará sobre o seu pecado. É só fazer como Isaías, que disse: 'Ai de mim!' Olhe para dentro de si mesmo que o processo de Deus para sua vida passa a ser imediato. Deus quer colocar você de pé outra vez e mostrar o seu poder sobre a sua vida. Talvez seus pais, até chegaram a dizer que você é uma vergonha, mas Deus diz que você tem potencial nas mãos Dele!
Como não lembrar do Leonardo, um jovem muito talentoso, especial? Podia-se contar com ele para tudo. Mas um dia ele envolveu-se com uma moça e caiu na rede de satanás. Entrou para a vida de prostituição e conheceu o mundo das drogas. Um moço que outrora pregava na Igreja com uma emoção tamanha, agora vivia nas sargetas, jogado na vala do pecado. Certo dia eu me encontro com este moço e ele começou a me dizer que não havia mais esperança para ele, pois havia pecado muito contra Deus. Eu lhe perguntei então, se ele se lembrava das escrituras onde lemos da graça que superabunda sobre o pecado e que isso era como um carrinho de mão de pecado, contra uma caçamba trucada da graça de Deus. Naquele momento, o jovem Leonardo, deu um pulo e disse: 'Eu quero ser perdoado!' Então eu orei por ele e Deus o renovou na mesma hora. Dias depois, eu estava realizando o casamento dele com uma moça crente. Hoje ele me liga todos os meses, da Índia, onde está realizando a obra missionária pela missão do estado do Paraná.

Primeiro Deus restaura, depois vocaciona."

Resumo Da Mensagem Pregada Pelo

Pastor Sérgio Pereira

Culto De Abertura Do Congresso Distrital De Jovens

Congregação Do João Costa

Distrito XXIII

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você Poderá Gostar Também de: