"Na vida cristã, se você quiser permanecer em pé, você precisa viver de joelhos"
Saule Luiz Pinheiro Goedert

Introdução às cinco linguagens do amor

As cinco linguagens do amor - Parte II

As cinco linguagens do amor - Parte III

As cinco linguagens do amor - Parte IV e V

Deus sempre está interessado na restauração do seu povo

Despedida do João Costa

Participação no Louvor no Congresso de Adolescentes na Congregação Vale da Bênção em Jonville - SC

Textos por Pb. Saule Luiz Pinheiro Goedert

31 de jul de 2011

PASTOR LUIZ DONIZETE FLORENTINO - QUEM VIRÁ A SER ESTE MENINO?

Nesta última terça-feira, dia 26 de julho de 2011, participamos do Culto de Edificação Cristã e pudemos ouvir nosso Pastor falar-nos sobre uma mensagem embasada no texto do Evangelista Lucas 1. 57 - 66, que diz: " 57 E completou-se para Isabel o tempo de dar à luz, e teve um filho. 58 E os seus vizinhos e parentes ouviram que tinha Deus usado para com ela de grande misericórdia, e alegraram-se com ela. 59 E aconteceu que, ao oitavo dia, vieram circuncidar o menino, e lhe chamavam Zacarias, o nome de seu pai. 60 E, respondendo sua mãe, disse: Não, porém será chamado João. 61 E disseram-lhe: Ninguém há na tua parentela que se chame por este nome. 62 E perguntaram por acenos ao pai como queria que lhe chamassem. 63 E, pedindo ele uma tabuinha de escrever, escreveu, dizendo: O seu nome é João. E todos se maravilharam. 64 E logo a boca se lhe abriu, e a língua se lhe soltou; e falava, louvando a Deus. 65 E veio temor sobre todos os seus vizinhos, e em todas as montanhas da Judéia foram divulgadas todas estas coisas. 66 E todos os que as ouviam as conservavam em seus corações, dizendo: Quem será, pois, este menino? E a mão do Senhor estava com ele." Em cima deste texto ouvimos suas considerações, onde trago em seguida, o resumo das mesmas.

" Quem virá a ser este menino? O que fez os vizinhos de Zacarias e Isabel produzirem uma curiosidade a respeito de João Batista? Fico imaginando quando meus pais me seguraram em seus braços e diziam: 'Que criança mais linda!' E ao mesmo instante, da expectativa que eles tinham de o que o 'Luizinho' vai ser quando crescer.

Não existe futuro sem passado e sem presente. Não há como construir uma história sem uma herança do passado. O passado e o presente fazem o futuro. Para desenharmos de forma imaginária o que seria o futuro de João Batista, precisamos nos deter nos fatos anteriores ao seu nascimento.

A primeira resposta que encontramos diz que o futuro deste menino depende do que Deus pensa dele. No capítulo 1 e versículo 15 de Lucas, vimos: ' 15 Porque será grande diante do Senhor, e não beberá vinho, nem bebida forte, e será cheio do Espírito Santo, já desde o ventre de sua mãe.' João ainda estava no período de formação e recebe uma palavra profética do próprio Deus. O que vai ser este menino? Vai ser grande nas mãos do Senhor! Vai ser uma benção! Quem foi que disse isto? Não foi Zacarias, seu pai, nem Isabel, sua mãe. Deus tem um pensamento construido a respeito de nossos filhos. Para Deus, o passado, presente e futuro são um eterno presente.

Eu gostaria de lhe dar uma sugestão, pai e mãe, que você não use palavras ofensivas contra os seus filhos, bloqueando as bençãos de Deus, mas quando olhar para eles, olhe com o pensamento de Deus, não amaldiçoando-os. O pensamento de Deus é este: 'Será uma benção'.

Ampliando a resposta sobre o futuro dele podemos dizer que João Batista seria o retrato de seus pais que influenciavam no seu caráter. Como podemos dizer o que será de João? Olhando para Isabel. Vejamos o que diz Lucas 1. 41: ' 41 E aconteceu que, ao ouvir Isabel a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre; e Isabel foi cheia do Espírito Santo.' O que Isabel era no presente? Cheia do Espírito Santo! Por isso João Batista também será, cheio do Espírito Santo! O que vai ser este menino? Depende do que a sua mãe é agora. A sua mãe era cheia do Espírito Santo e ele também será. Olhando para Isabel desta maneira, parece que estamos passando a responsabilidade apenas para ela. A formação do caráter tem que ser dividida, por isso, também é responsabilidade do pai, apesar de ele não passar o mesmo tempo com o menino. Lucas 1. 67, diz: ' 67 E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo...' O que Zacarias era? Cheio do Espírito Santo. O que João vai ser? Cheio do Espírito Santo! Os vizinhos intrigados pelo contexto, questionaram sobre o que seria o futuro deste menino.

Em quarto lugar, o futuro de João dependerá das marcas que os seus pais deixarem nele. Qual foi a marca que Zacarias e Isabel deixaram em João? Não foi uma tatuagem, nem uma pulseira ou roupa com enorme estampado. A marca que eles colocaram em seu filho, não foi uma marca interior. Lucas 1. 59, diz: ' 59 E aconteceu que, ao oitavo dia, vieram circuncidar o menino, e lhe chamavam Zacarias, o nome de seu pai.' Eles queriam dar o nome do menino. Você sabe o que significa o nome? Nome fala de identidade de personalidade. Mas seus pais disseram que quem definiria a identidade daquele menino, seria Deus.

Circuncidaram ele para que tivesse o sinal, a marca do povo escolhido e separado por Deus. O que seu filho será? Depende do tipo de marca que você está colocando nele. Se você olhar aí fora, dá pena desta geração, cheia de argolas e piercings. Afastados da presença de Deus. Que tipo de marca você está colocando em seu filho? Eu vou deixar que o Espírito Santo trabalhe isso no seu coração.

Avançando nossa reflexão, o futro de nossos filhos depende daquilo que dizemos sobre eles. Lucas 1. 76, diz: ' 76 E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, Porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos;' Quem estava afirmando isto a respeito do menino? Zacarias, cheio do Espírito Santo, olha para ele e diz que ele seria chado profeta do Altíssimo."

Resumo Da Mensagem Pregada Pelo

Pastor Luiz Donizete Florentino

No Culto De Edificação Cristã

Congregação Do João Costa

DistritoXXIII

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você Poderá Gostar Também de: